Os spoilers da 8ª temporada de Game Of Thrones

Informações necessárias da última temporada, pra quem gosta de saber dos spoilers antes de assistir o episódio. Fica o alerta: se não gosta, não leia.

1° Episódio

O primeiro capítulo dessa temporada tão aguardada foi marcado por encontros significativos. Na cena inicial, Winterfell é palco da chegada de Jon e Daenerys, uma visão que te transporta completamente para o começo da série, quando o Rei Robert Baratheon e os Lannisters chegaram ao mesmo local, e iniciaram toda a trama de GOT. Em relação ao grande exército de Daenerys, existe uma grande resistência por parte de Sansa e do Norte, que não aceitam estar sob o comando de uma nova rainha, principalmente por ser uma Targaryen.

O reencontro de Jon e Arya finalmente se concretiza, e os irmãos podem dar finalmente o tão esperado abraço após tantos anos e acontecimentos que o separaram desde a primeira temporada.

Em Porto Real, Cercei dorme com Euron Greyjoy para pagar sua dívida pelos exércitos trazidos por ele. Theon Greyjoy consegue resgatar Yara do seu cativeiro e escolhe seguir caminho para Winterfell, para lutar ao lado do Norte.

Jon Snow descobre por intermédio de Sam, que é o verdadeiro herdeiro de Westeros, em uma conversa nas criptas de Winterfell.

A cena final permitiu um grande espanto por parte dos espectadores, que não esperavam um reencontro entre Bran e Jaime Lanister.

2° Episódio

Diferente do que todos esperavam, achando que o segundo episódio começaria com uma conversa entre Bran e Jaime, o início apresenta uma audiência no qual Jaime Lanister se propõe lutar ao lado do Norte. Ele recebe resistências, principalmente de Daenerys, porém Brienne aparece em seu favor e ele é aceito para participar da batalha.

Logo depois, Jeime se encontra com Bran perto da Árvore Coração e pede desculpas pelo trágico passado. Uma conversa que choca mais pelo seu término, quando Bran expressa que talvez, a guerra não tenha um bom final.

Daenerys tenta ter uma conversa com Sansa, para acabar com o clima tenso entre ambas. É uma abordagem que parece ter êxito no começo, porém no final, Sansa a questiona sobre o destino do Norte, quando ela sentar no Trono de Ferro. O diálogo é interrompido e temos um reencontro emocionante entre Theon e Sansa, no qual ele expressa a sua vontade de lutar ao lado do Norte.

Tormund, Dondarrion e os últimos membros da Patrulha da Noite, chegam a Winterfell para informar que o exército de mortos ultrapassou a Muralha, e no mais tardar, chegariam ao amanhecer.

Eles organizam uma reunião de estratégia e Bran acaba informando que o Rei da Noite tem grande interesse na sua morte. Eles acabam então arquitetando um plano, em que ele será usado como isca para conseguirem derrotar o Rei da Noite.

O momento de vigília é longo e lúgubre, porém em meio a agonia da espera, uma cena linda acontece: Brienne finalmente recebe o título de Cavaleira por Jaime Lanister. Enquanto uma cena emocionava, outra simplesmente proporcionava choque, pois Arya Stark e Gendry Baratheon acabam dormindo juntos. Um acontecimento que levantou muitos debates.

3° Episódio

Após um longo período de espera, que perdurou sete temporadas, o terceiro episódio, e mais longo de toda a série, trouxe enfim o tão esperado confronto com o Rei da noite.

Momentos antes da acirrada disputa, a sacerdotisa vermelha, Melissandre, aparece e sob o uso de seus poderes, faz com que as armas dos Donthraki fiquem em chamas. Um método pra ajudar, já que se encontravam na linha de frente da batalha. Com confiança, os Dothraki partem para cima do exército de mortos, que até o momento se encontravam em completa escuridão, não dando chances de mensurar o tamanho do exército. O fogo, que deveria servir de ajuda, apenas foi se apagando a medida que os Dothraki iam sendo derrotados.

As estratégias arquitetadas contra o Rei da Noite parecem não ter qualquer sucesso. Melissandre acaba tendo que ajudar novamente, colocando fogo nas barricadas em volta do castelo, já que Daenerys e Jon, junto aos dragões, lutavam contra o Rei da Noite e o dragão de gelo.

A barricada não segura o exército de mortos por muito tempo, logo eles invadem o castelo, proporcionando mais momentos de tensão e medo por parte dos vivos. Nesse episódio, Game Of Thrones não surpreende, e apresenta a morte de mais personagens: primeiro Edd Doloroso, que morre ao salvar a vida de Sam Tarly, e em seguida Lyanna Mormont, que impressionou pela garra e a coragem em matar um gigante e morrer no processo devido aos ferimentos.

Outra morte significativa foi a de Beric Dondarrion, que lutou e se sacrificou para ajudar Arya contra os mortos dentro do castelo. Melissandre diz que o seu propósito, diante o Senhor da Luz, se concretizou.

Ela lembra Arya do primeiro encontro de ambas, lá na terceira temporada, quando ela diz que ela seria responsável pela morte de muitos homens: Homens de olhos castanhos, verdes e azuis. Melssandre ainda completa com uma pergunta sobre o que devemos dizer ao deus da morte e Arya responde, “hoje não”. Uma avalanche de paralelos com acontecimentos passados, que proporcionaram muitos arrepios aos que conhecem a trajetória da menina Arya.

A luta segue e parece não ter fim. O rei da noite nem mesmo foi detido pelo fogo de Drogon, e ainda revive um monte de mortos, inclusive os da cripta, local em que se encontravam as mulheres e as crianças. Sor Jora morre protegendo sua rainha, cena essa que emociona, por passar a grande dor de Daenerys ao perder um amigo. Theon também acaba perecendo, tentando proteger Bran contra o Rei da Noite.

Quando tudo parece perdido, e o Rei da Noite está perto de concretizar um dos seus objetivos, querendo matar o Bran, surpreendentemente, Arya aparece em um salto por trás do mesmo e o mata com o punhal de aço valiriano, que Bran lhe deu e foi usado contra a vida dele na primeira temporada.

Melissandre se mostrou uma peça primordial nessa temporada, e deixou claro que o propósito do Senhor da Luz havia se cumprido. Antes de o Sol nascer, ela tira o colar que a mantem jovem e envelhece até a morte.

Foi um episódio épico, mas que também gerou uma série de reclamações dos espectadores, que reclamaram da escuridão do capítulo, que dificultou muito a visualização dos acontecimentos. Muitas perguntas ficaram sem respostas, como por exemplo, as motivações do Rei da Noite que não foram explicadas.

4° Episódio

Após o conflito memorável, o quarto episódio começa com os sobreviventes se despedindo dos que morreram, queimando seus corpos em piras de madeira.

Depois da morbidez, os sobreviventes fazem um jantar de comemoração, que proporciona momentos de descontração e muitas risadas por parte dos fãs. Fatos inusitados sãopresenciados, como Briene, Tyrion, Jaime e Podrick envolvidos num jogo de verdade e desafio envolvendo bebidas.

Gendry é nomeado lorde Baratheon de Ponta Tempestade por Daenerys, o que lhe retira a denominação de bastardo. Em seguida ele pede Arya em casamento, porém, para sofrimento de todos que amam esse casal, ela recusou o pedido e disse que nunca poderia ser uma Lady. Enquanto isso, para os que davam força para o ship Jaime e Brienne, ficaram satisfeitos, pois eles acabaram tendo uma noite juntos.

Daenerys não parece satisfeita com a adoração do povo por Jon Snow, e o faz prometer que não vai contar a ninguém sobre sua origem. Ele deixa claro sua lealdade perante sua rainha, mas diz não poder esconder esse segredo de suas irmãs, deixando uma grande rachadura no seu relacionamento com Daenerys.

Arya parte de Winterfell em companhia de Clegane, seguindo caminho para Porto Real, para enfim, concretizar seus objetivos de vingança. Apesar de prometer não dizer a ninguém o segredo, Sansa revela a verdade para Tyrion. Varys toma conhecimento pelo mesmo, e expõe sua opinião de que Jon Snow seria uma opção melhor para o trono, marcando assim, o início da sua traição.

Quando voltava para Ponta Tempestade, Daenerys sofreu uma emboscada por Euron Greyjoy, o que resultou na morte de mais um dragão e no sequestro de sua amiga Missandei. Daenerys parte para Porto Real para fazer um acordo com Cercei, como foi aconselhada por Tyrion, porém, nada surtiu efeito, e Missandei foi morta. Como ultimo vislumbre do capítulo, temos a face de Daenerys, cheia de dor e ódio.

5° Episódio

O penúltimo episódio de Game Of Thrones, começa com Varys escrevendo cartas, informando que o verdadeiro herdeiro do trono é Jon Snow. Varys recebe a sentença de morte por Daynerys, e é queimado vivo coma havia sido alertado, caso houvesse traição.

Jon e Daenerys tem uma última conversa que mostra que a sua relação não é mais a mesma.Ela então decide partir pra Porto Real e começar sua guerra pelo trono, e Tyion, aconselhando mais uma vez, pede clemencia ao povo inocente da cidade. Caso os sinos da cidade toquem, isso significaria rendição e poderiam ser poupados.

Seguindo um caminho perigoso e sem volta, Tyrion liberta seu irmão do exército de Daenerys, já que ele foi capturado, seguindo caminho para Porto Real. Ele ainda o aconselha fugir com Cercei, reconstruir a vida em outro lugar e tocar o sino da cidade.

Dessa vez, Daenerys não é pega de surpresa e parte de forma rápida pra cima das frotas de Euron Graijoy, queimando todas as embarcações. Ela também destruiu todas as armas feitas para matar dragões e queimou os portões de Porto Real, para que seu exército de Imaculados, Dothraki e o exército de Jon abrissem caminho pela cidade.

A Companhia Dourada, exército de Cersei, vendo o poder adversário, acaba se rendendo. Os sinos começam a tocar e por um momento de euforia, todos comemoram pela vitória de Daenerys, porém se prova um sentimento fugas. Apesar da conquista, Daenerys expressa sua raiva e ressentimento no rosto, levanta voo em Drogon e começa a colocar fogo em tudo a sua frente.

Durante seu percurso, os espectadores veem com detalhes a destruição e a morte de toda a população de Porto Real, que gritam de desespero e de dor. Em meio a isso, Arya e Clegane seguem caminho pelo castelo, quando ele pede a ela pra desistir da vingança e fugir da morte, já que Daenerys está destruindo tudo. Ela segue seu conselho e agradece, mostrando a sensibilidade do momento, por ser a primeira pessoa a lhe direcionar agradecimento em toda sua vida.

Clegane encontra seu irmão, que tem sua face revelada, depois de tanto mistério ao longo da série, sobre sua aparência. É uma luta perturbadora, já que Montanha parece ser imune a dor e a morte. Clegane encontra como única alternativa, morrer junto do irmão, o empurrando em um precipício de fogo e escombros, tendo finalmente o que tanto desejava. Foi uma batalha difícil vencida por um alto preço.

Diferente do que os fãs teorizavam, a morte de Cercei apenas proporcionou descontentamento e indignação para os que esperavam algo épico para a  vilã que fez  nascer  tanta raiva e ressentimento de tantos.  Teve uma morte simplória, morrendo por uma chuva de ruinas do castelo, abraçada a Jaime, seu irmão e amor doentio.

Em meio a tanta correria e desespero, existe o vislumbre de Arya escapando da morte várias vezes. No final, quando o fogo do dragão teve seu fim, ela recobra a consciência no meio de um vasto rastro de cinzas e de morte.  No meio de toda a devastação, após uma série de gritos e correria, existe o silêncio. Arya visualiza em meio a uma chuva de cinzas, um cavalo branco sujo de sangue.  Ela o monta e cavalga por entre uma multidão de corpos carbonizados.

Esse é o penúltimo e mais comentado capítulo de Game OF Thrones até o momento. Existem muitas reclamações do direcionamento de alguns personagens, como a revolta pelo o comportamento de Daenerys, que muitos fãs acreditam estar sendo destruída pelos roteiristas, e o fim de Cercei, que não foi nada do que queriam e esperavam. O certo é que a cada momento mais teorias são criadas para estipular quem ganhará o Jogo dos Tronos e sentará no Trono de Ferro.

6° Episódio

Depois da destruição de Daenerys, no começo do último episódio vemos Tyrion, Jon, e Sir Davos, seguirem incrédulos no meio dos destroços e de todas as mortes que ela provocou. Jon se desentende com Verme Cinzento, por ele e seu exército seguirem matando os soldados de Cercei que restaram, porém descobre que estão apenas seguindo ordens de Daenerys.

Tyrion segue para o subsolo do castelo e vê os possíveis locais de escape de seus irmãos bloqueados pelos escombros. Em uma cena feita pensada mais na emoção do que pela lógica, pois Trino acaba visualizando a mão de seu irmão sobressaindo às pedras. Ele ainda consegue tirar algumas dessas pedras e visualizar seus irmãos mortos e abraçados. Algo impossível, já que pela lógica era pra eles estarem soterrados por camadas de ruínas.

Agora como rainha, Daenerys faz um discurso para seus exércitos, agradecendo pela vitória e informando que a guerra ainda não acabou e que eles seguirão lutando por todo o mundo. Um discurso bastante emblemático, que remonta outro feito em uma temporada passada, e acabou demostrando a sede de Daenerys em “libertar” vidas, nem que isso provoque a morte delas.

Tyrion renuncia o cargo de Mão da rainha e é preso por traição ao ter libertado Jaime do cativeiro. Jon lhe visita em sua cela, ainda atrelado à ideia de que deve seguir a rainha apesar de tudo, mas Tyrion lhe mostra argumentos sobre o poder de destruição que ela possui, e que ele é o único capaz de detê-la.

Daenerys se encontra na sala do trono, uma cena igual a visão que teve durante a segunda temporada. Ela chega a tocar o trono quando percebe a presença de Jon Snow. Jon a questiona sobre a destruição e da morte de tantos, mas ela apenas expressa que tudo foi para um bem maior, e que esse é o objetivo dela no mundo. Jon parece aceitar ficar ao lado dela e no meio de um beijo, a mata com uma adaga.

O dragão aparece e demonstra o seu sofrimento pela morte de Daenerys. Por um momento, acredita-se que ele mataria Jon, porém ele direciona seu ódio e dor no Trono de Ferro, o destruindo por completo. Ele destrói o objeto que destruiu de muitos, assim como o de sua ”mãe”. No final ele a pega e voa para um rumo desconhecido.

A série retrata um pulo de tempo em que os Lordes de Westeros se encontram para decidir o destino de Jon e Tyrion, que são prisioneiros dos servos fiéis de Daenerys. Entre os presentes, estão: Arya, Sansa, Bran, Yara Greyjoy, Sam Tarly, Brienne de Tarth, Robin Arryn, Gendry Baratheon, entre outros.

Tyrion se encontra presente e sugere que o novo rei deve ser escolhido por eles, e sugere que Bran seja o escolhido. Para espanto de muitos espectadores, um personagem que a maioria nunca cogitou que sentaria no Trono de Ferro, recebe o voto de confiança de ser o novo rei de Westeros. Agora o reinado não será mais herdado, mas escolhido. Sansa demonstra seu respeito pelo irmão, mas diz que o Norte voltará a ser um reino independente.

Tyrion é escolhido pra ser Mão do Rei novamente, E Jon volta a ser um guarda da Patrulha da Noite, algo que gerou bastante descontentamento, por simplesmente voltar ao inicio de tudo, mesmo tendo passado por tanta coisa. No final Bran se tornou rei dos seis reinos, Arya escolheu seguir livre e navegando, para desbravar o que se encontra a Oeste de Westeros e não aparece nos mapas.

Sansa foi coroada rainha do Norte.

Jon segue a vida na Patrulha da Noite e como líder do povo livre.

Stéphanie Feliciano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close