Na seleção brasileira de karatê, araçatubense mantém treinos em casa

Lucas dos Santos Francisco, estudante do 3º semestre de Jornalismo do UniToledo Araçatuba

O araçatubense Felipe William Chagas Rodrigues, após conquistar uma vaga para a Seleção Brasileira Karatê, deveria ter se apresentado à delegação no último dia 14 de março para a disputa da competição Sul-Americana. Porém, com a pandemia do COVID-19, o campeonato que ocorreria do dia 21 a 26 de abril, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, teve de ser adiado pela Confederação Sul-Americana da modalidade, que ainda não definiu a nova data.

Ao contrário do previsto, o atleta não ficou descontente com a suspensão temporária da competição que aconteceria na Bolívia. Para ele, esse momento deve ser útil para mais treino e preparo, fazendo com que chegue mais capacitado para o torneio.

“O intervalo de tempo entre a seletiva de Natal e o Sul-Americano era menos de 1 mês. Isso significava pouco tempo de treino para mim. Com essa paralisação, terei mais tempo de treino e estarei mais bem preparado, então não levo isso como uma coisa ruim. Hoje a academia encontra-se fechada, mas eu estou fazendo treinos em casa, sempre me dedicando ao máximo e obedecendo as orientações do meu sensei e do meu personal trainer. Se Deus quiser vai dar tudo certo.”

Carateca da Academia Hisatugo, Felipe conquistou no Campeonato Brasileiro, após 7 lutas, a vaga para o Sul-Americano. A seletiva foi disputada de 4 a 8 de abril, em Natal-RN. De acordo com o garoto de 12 anos, ganhar esta vaga sempre foi um sonho a ser alcançado. Além disso, quando conseguiu, ele afirma que ficou perplexo.

“Desde que comecei a competir, fazer parte da Seleção Brasileira, estar naquele grupo e representar o meu país, sempre foi um objetivo para mim. Quando consegui a vaga, fiquei muito emocionado. Agradeci muito a Deus, aos meus pais e ao meu sensei. A ficha demorou para cair, eu não conseguia acreditar. Nem mesmo quando eu já estava no aeroporto de Natal para ir embora. Só refleti mesmo quando cheguei em casa, deitei na minha cama e pensei comigo mesmo que estava na Seleção Brasileira. Não há palavras que possam descrever aquele momento.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close