Como manter o treino de futebol ativo em tempos de quarentena

Por Arthur Campos, estudante do 3º semestre de Jornalismo no UniToledo de Araçatuba.

Devido à epidemia de COVID-19, a melhor forma de evitar a propagação desse vírus é manter a população em isolamento social. Durante a quarentena, as pessoas tendem a ficar mais paradas, pois o conforto de suas casas as impede de se exercitarem, o que é algo a que se deve prestar muita atenção.

Todos sabem que a prática de exercícios físicos é indispensável. Atletas e profissionais esportivos que estão acostumados com a rotina de seus esportes ainda podem dar continuidade ao treino diário mesmo dentro de casa. É claro que o treino caseiro se torna um pouco mais limitado, por conta da falta de espaço, de equipamentos, de grupos de pessoas, etc. Porém é possível quebrar um galho mesmo diante dessa situação. Realizando exercícios individuais, o equilíbrio do bem-estar e o da saúde poderão ser preservados e o esportista não apresentará uma queda de sua eficiência corporal.

Fonte: ATIVO

O futebol é um esporte o qual permite ao jogador realizar vários treinos que trabalhem capacidade técnica, física e mental. André Cunha, ex-jogador do Palmeiras e do XV de Piracicaba, é professor de futebol na escolinha do Olé Society, em Araçatuba, para crianças e adolescentes. Ele informa sobre a importância da prática do futebol:

“A importância do futebol é principalmente fazer uma atividade física. O futebol requer muitos estímulos diferentes: salto, corrida… Então é uma coisa que ajuda bastante a desenvolver.”

As aulas da escolinha de futebol foram interrompidas por conta do coronavírus. André alerta que ficar muito tempo parado sem treinar futebol pode ser prejudicial ao atleta:

“Ficar muito tempo parado é prejudicial porque geralmente a gente faz uma pré-temporada antes, e com essa interrupção você vai perdendo parte física, técnica. Vai ter todo um tempo de adaptação novamente e não tem como ficar no mesmo nível que você estava treinando no clube.”

Ao ar livre, com os integrantes do time reunidos, jogadores de futebol estão acostumados a treinar em grandes campos ou quadras, e deixar de lado por um tempo esses padrões trará um pouco de dificuldade no começo. Mas com muito foco, concentração e disposição o jogador conseguirá se adaptar ao treino individual rapidamente. André dá algumas dicas sobre como aproveitar o treino de futebol em casa.

Fonte: Lifestyle

Primeiramente, deve-se organizar o espaço onde o jogador irá treinar. O quintal de casa e a garagem são os locais com maior espaço e que dão maior segurança. Antes de tudo, é necessário retirar quaisquer objetos que corram o risco de quebrar. Arrastar algum móvel para longe permite liberar ainda mais espaço. Feito isso, o jogador dará início às suas atividades.

Treino físico

A realização do treino físico deve ser sempre o primeiro passo a ser seguido. O aquecimento e o fortalecimento dos músculos garantem ao atleta maior força e resistência, além de prevenirem lesões. O treino de condicionamento físico não oferece muitas dificuldades para ser realizado. O ideal é realizar de 3 a 5 séries cada um. Isso dependerá muito do porte físico do atleta e da familiaridade dele com o exercício.

Alongamentos

Corrida estacionária: 30 segundos

Agachamento: 15 repetições

Afundo: 15 repetições

Abdominais: 20 repetições

Polichinelo: 30 segundos a 1 minuto

Panturrilha: 15 a 20 repetições

Flexão: 10 a 15 repetições

Elevação de tronco: 15 repetições

“Tentar fazer pelo menos meia hora de exercício físico não te deixa ficar mal fisicamente. Em casa você tem que se adaptar.”, diz André.

Fundamentos

Essa parte do treinamento tem como foco aprimorar a habilidade do jogador. São simuladas situações reais de jogo as quais exijam que o atleta tenha total domínio e controle da bola e saiba se movimentar conforme o ritmo do jogo.

Com cones, ou qualquer outro objeto, deixe-os alinhados com um pequeno espaçamento entre cada um deles. Em seguida, vá conduzindo a bola com movimentos de zigue-zague entre cada cone. Complete o percurso indo e voltando, aumentando a velocidade gradativamente. Com o tempo, capacidades de coordenação motora, equilíbrio e postura estarão cada vez mais aprimorados.

Fonte: Edeala

Percursos de corrida proporcionam um aumento na atividade cardiovascular, tornando o jogador cada vez mais apto a aguentar vários minutos em campo sem se cansar. Devido à redução de espaço, o jogador pode aumentar o número de idas e voltas para acrescentar maior distância percorrida. É importante sempre ir variando a velocidade, pois, durante o jogo, o jogador nunca a mantém constante. Saltar também ajuda no desenvolvimento de fibras musculares.

Fonte: Freepik

Para treinar chutes e passes, posicione-se à frente de uma parede e vá batendo a bola contra ela. Sempre que a bola voltar para você, chute-a imediatamente, deixando o treino mais dinâmico e intenso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close