Sertanejo Universitário domina TOP 10 de lives com mais acessos no mundo

O mundo conhecendo o poder do sertanejo no Brasil.

Por Luís Amaro Junior, estudante de Jornalismo do UniToledo Araçatuba

O mundo não estava preparado para tanto caos e problemas de saúde pública em vários lugares ao mesmo tempo. Catástrofes, desastres naturais e problemas ambientais sempre foram motivos de preocupação da população mundial, pois não se têm horário, local específico e proporção estabelecidos. Tsunamis, terremotos, maremotos, furacões e entre muitos outros foram autores de grandes depredações e mortes em massa, ou até mesmo o causador de problemas em várias localidades. Porém, o final de 2019 e o início de 2020 foram totalmente diferentes.

Uma pandemia instaurada por conta de um vírus que tem dizimado milhares de pessoas e tem sido gradativo em países ricos e pobres, é responsável pelo desespero de famílias sem perspectivas de se sustentar. Dentro de um mundo midiático, todo voltado ao caos, surge uma estratégia para o entretenimento de milhares de famílias, amantes de música e cultura e também como distração do único foco neste momento.

A música no Brasil

Segundo o site O globo, o Brasil é TOP 3 de engajamento local, tendo 70% de audiência em suas músicas de artistas locais. Com uma cultura de vários locais de colonização, o Brasil teve sua influência através dos indígenas, europeus e africanos também. Mas precisamos entender o que é música.

Além de sua tradução, que é singela e diz que é “a arte das musas”, a música tem a sua formação na era paleolítica e tem jeitos, formas, contextos diversos e também é algo que nos passa uma mensagem em suas letras.

Desde a MPB a músicas clássicas, o rock n’rol e música religiosa, o funk e o sertanejo, o brega funk e a música erudita, as mais lindas formas de canções são aquelas que na sua mensagem trazem liberdade artística, conforto e o que o brasileiro mais ama, o entretenimento.

Artistas e famosos tiveram que se adaptar com o distanciamento cultural, não só por serem emissores, mas também fazendo com que o receptor de todo o tipo de atividade midiática, que era proporcionada por shows, eventos culturais e alimentação televisiva tivesse sua rotina mantida. Uma das saídas de grandes artistas foi realizar lives em suas casas, estúdios de gravação e o mais importante, manter o seu público perto delas, sendo funk, sertanejo, gospel, eletrônica, internacional e até mesmo o K-POP.

Reprodução: Instagram

Dono de sete posições do ranking TOP 10 de Lives com mais acessos no mundo , o Brasil por si só fez a sua parte. O brasileiro que é movido por cultura e música, teve data marcada para ver seu ídolo mesmo sendo por plataformas digitais. Marília Mendonça fez uma Live em seu Instagram pessoal para interagir com os seus fãs e a ideia deu certo: teve o acesso de aproximadamente 105 mil pessoas. Com seu projeto Todos os Cantos, a artista fez uma publicação em seu feed com a seguinte legenda: “A música não tem barreira. O chifre não tem quarentena e a sofrência nunca para”. Com a marca de aproximadamente 245 mil curtidas, Marília convocava seus fãs para sua primeira Live em casa no dia 20/03/2020, no início da pandemia, quando muitos shows já estavam sendo cancelados. A ideia pegou e no dia 27/03 a artista realizaria a sua segunda Live em seu Instagram e seria exemplo para Gusttavo Lima, outro artista sertanejo que viria realizar uma Live em sua casa, mas pela plataforma do YouTube.

Vamos conferir os melhores momentos da Live de Gusttavo Lima, que rendeu uma posição no TOP 10 das lives: https://www.youtube.com/watch?v=e4WeiavxRpE&t=286s (Reprodução: Canal de Andressa Suita)

A força do sertanejo universitário no país

Com mais de 16 milhões de visualizações e 750 mil acessos simultâneos na Live de Gusttavo Lima no dia 28 de março, o meio sertanejo dava a suas caras no TOP das Lives com mais acessos simultâneos: hoje é liderada nada mais e nada menos por Marília Mendonça, com 3,30 milhões de acessos, e Jorge & Mateus, com 3,16 milhões de acessos simultâneos através do Youtube. Mas além do intuito de entretenimento para milhões de brasileiros, os artistas usaram de suas lives para somar arrecadações em alimentos e produtos de higiene para projetos sociais e bateram recordes juntos de seus parceiros nas lives de grandes sucessos.

De acordo com o site Correio Braziliense, a dupla Sandy e Junior teve um total de 2,5 milhões de acessos simultâneos e arrecadaram um total de 1 mil toneladas de alimentos para o projeto Mesa Brasil, além de 1,8 milhões de reais; parte desse dinheiro foi revertida para a instituição Fome de Música.

O Brasil, sendo no momento o terceiro país com mais mortes no mundo pelo COVID-19, teve o apoio de grandes referências do sertanejo e das redes de streaming para fornecer alegria e motivos para pessoas que hoje estão na linha de frente no combate ao vírus. Lives que movimentaram os grandes e médios projetos de solidariedade e até mesmo unidades de saúde, como o Hospital de Amor de Barretos-SP, com a Live dos Amigos, que teve a participação de Zezé de Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó, Luciano e Leonardo. Foi arrecadado 1,7 milhões de reais e a unidade hospitalar do interior de São Paulo seria beneficiada.

O mundo conhecendo o que é sofrência

Com apenas o italiano Andrea Bocelli e o grupo Coreano de K-POP estrelando entre os brasileiros, o atual ranking de Lives de 2020 tem o domínio do sertanejo universitário do Brasil. Nomes como Marilia e Jorge & Mateus, Gusttavo Lima, Henrique & Juliano, Zé Neto & Cristiano e Wesley Safadão são recordistas de arrecadações até o momento. Segundo o site Movimento Country, eles afirmam que o Brasil mostrou que tem potencial e domina a listas com mais visualizações pela rede de streaming do Youtube.

RankingPaísArtistaDataViews
#1BrasilMarília Mendonça8 de Abril3,3 MI
#2BrasilJorge e Mateus4 de Abril3,16 MI
#3ItáliaAndrea Bocelli12 de Abril2,8 Mi
#4BrasilGusttavo Lima11 de Abril2,76 MI
#5BrasilSandy & Junior21 de Abril2,54 MI
#6CoréiaBTS18 de Abril2,3 MI
#7BrasilHenrique e Juliano19 de Abril2,06 MI
#8CoréiaBTS19 de Abril2,03 MI
#9BrasilZé Neto e Cristiano12 de Abril1,94 MI
#10BrasilWesley Safadão18 de Abril1,92 MI
Reprodução: Site Movimento Country

Nomes importantes de vários estilos artísticos também tiveram suas participações dentro desses meses de quarentena, como o grupo Raça Negra, Fabio Jr., Roberto Carlos, Aline Barros, Thiaguinho, Dennis DJ, Ludmilla e entre outros tiveram suas aparições nas plataformas digitais e contaram com a participação dos seus fãs.

É, não tem jeito, como diz o brasileiro, “o Brasil vai ser tomado pelos gados”, em referência ao homem ou à mulher que já teve uma traição e que foi afogar as mágoas na cerveja. O sertanejo faz parte da rotina do brasileiro e tem sido a principal influência artística tanto no Brasil quanto no mundo, que está conhecendo agora e com autoridade tem dado seu nome a sua representatividade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close